A noite de Ederson e Andrezinho

Brilhou a estrela de Ederson em sua estreia ontem no time cruzmaltino na vitória de 2 a 1 sobre o Bragantino em Sáo Januário. Marcou logo seu primeiro gol pelo Vasco, por sinal um belo gol. Porém, o nome do jogo ontem foi Andrezinho com passes precisos e o cruzamento perfeito na cabeçada de Rodrigo para o gol da vitória de nossa equipe.

O Vasco teve mais uma vez uma atuação irregular preocupando seu torcedor. Ao contrário do jogo de quarta-feira contra o Santa Cruz em Recife, em que o time teve uma boa atuação depois de um bom tempo, ontem a equipe voltou a ter oscilações preocupantes. Não podemos afirmar isso claramente, mas as últimas atuações nos levam a crer que o Vasco tem sérias dificuldades para atuar contra times retrancados. Tanto é que, das 4 derrotas sofridas até agora, em SJ foram duas e ontem poderia ter sido a terceira. Contra Paraná e Paysandu ficou nítida a dificuldade do Vasco em criar espaços e furar a retranca de adversários fechados. No jogo contra os corais, estes se atiraram ao ataque, o que nos favoreceu em Recife.

O primeiro tempo do jogo contra o Bragantino começou equilibrado. Inicialmente o Braga fechou nossos espaços e desferiu contra-ataques perigosos. Depois do primeiro chute para fora, o Bragantino começou a série de contra-ataques. E em um deles, falta na intermediária, lado direito da defesa do Vasco. O lateral Bruno Pacheco cobra a falta na área cruzmaltina e Rafael Grampola sobe se enroscando com Rodrigo e cabeceia sem chances para Martin Silva. 1 a 0 Braga. A defesa vascaína foi reclamar do lance polêmico, mas a verdade é que não houve falta no lance. É preciso parar com essa palhaçada de agarra-agarra na área em cobranças de escanteio. O jogador brasileiro tem essa mania. E dessa vez, a zaga do Vasco tentou isso e se deu mal, a verdade é essa. Após tomar o gol, o escrete vascaíno se lançou todo ao ataque e a partir daí, foi um jogo de ataque contra defesa e assim foi até o fim da partida. Ainda no primeiro tempo, um lance que seria capital para a virada do time cruzmaltino no final das contas: o atacante Douglas Dias entra de forma imprudente no lateral Julio Cesar e como já tinha cartão amarelo, tomou o segundo amarelo e foi expulso com toda a justiça. Foi uma entrada temerária, fato. Ao longo desse tempo, antes da expulsão, Pikachu perdeu uma chance incrível na cara do gol.

Vendo as dificuldades que a equipe cruzmaltina encontrava para chegar ao gol de empate, Jorginho fez duas atuações cruciais: no intervalo a entrada de Éderson no lugar de Evander, que ontem não foi bem ao contrário dos últimos dois jogos e de Éder Luis no lugar de Madson que teve uma atuação fraca; o Braga atacava na maioria das vezes pelo seu lado, pois se mandava para o ataque e deixava os espaços suficientes para tal. Ederson entrou querendo jogo, abrindo espaços e foi premiado fazendo tabelinha com Thales, recebendo a bola de volta para fuzilar Felipe. Um belo gol. Jogo empatado em 1 a 1. Brilha a estrela do artilheiro. A expulsão de Douglas Dias deu os preciosos espaços que o Vasco precisava para tabelar, criar chances e provocar faltas para as jogadas mortais de bola parada típicas de nosso escrete. Andrezinho distribuía o jogo com maestria , com seus passes precisos. E em um deles, aos 24 minutos, em uma cobrança de falta da ponta direita, cruza a bola certeira na cabeçada mortífera de Rodrigo. 2 a 1 para a nossa equipe. E depois, surgiram outras chances para ampliar o placar, mas não foram aproveitadas. Mas no final das contas, vencemos e mantivemos a liderança na Série B.

Portanto, graças a Ederson e Andrezinho, mais uma vitória na nossa conta. Seja bem vindo à colina histórica, Ederson. Que venham mais e mais gols, depois do seu de estreia ontem.