A discórdia do lado…E quem perdeu…

Os fatos ocorridos hoje no Maracanã foram reflexo do que ocorreu ontem, das decisões durante o dia. E quem havia comprado ingresso ? E a torcida cruzmaltina que comprou no Setor Sul ? O fato é que as cenas lamentáveis a quem escreve esta coluna viu de perto, foram de agressões, correria e bombas. E quem perdeu com isso ? Foi o jogo que poderia ter 70000 pessoas e nem chegou à metade disso. Uma guerra surda entre tricolores e cruzmaltinos teve seu capítulo mais triste no dia de hoje

Brigas a parte, tivemos um jogo amarrado, disputado em que os flores tiveram o domínio na maior parte do jogo, mas pouco efetivo. O primeiro tempo foi fraco, com apenas duas chances de gol, ambas tricolores, uma com Everaldo aos 17 e Y.González aos 38, ambas defendidas por Fernando Miguel.

O segundo tempo foi mais animado, com um início mais efetivo do Vasco, mas com nenhuma chance efetiva de gol. E aos 17, o Fluminense quase abriu o placar em um cruzamento de Everaldo que Luciano cabeceia pelo lado de fora da rede. Pouco depois, Pikachu levanta a bola e chuta de longe para defesa de Rodolfo. E aos 38, o gol do título: falta na ponta direita. Danilo Barcelos, que estava mal no jogo, constantemente driblado por Ezequiel e Y. González, cobra a falta de de forma sensacional, de curva e a bola encobre Rodolfo e morre no fundo da rede. Golaço. Após o gol, os flores não conseguem reagir e o Vasco consegue conquistar a Taça GB, com méritos.

No final das contas, a briga pelo lado da arquibancada não fez diferença e o resultado permaneceu o mesmo: vitória cruzmaltina. Mas o fato de termos voltado ao lado em que sempre ficamos desde a década de 50, trouxe um sabor a mais para a vitória de hoje. A volta ao setor Sul, em um jogo contra o FFC após 6 anos, não deixa de ter um simbolismo. A se lamentar, apenas a atitude tricolor diante do que aconteceu, gerando as consequências que foram a confusão estabelecida pouco antes do jogo. Menos mal que não houve grande vítimas. Mas é preciso que Vasco, FFC e o consórcio Maracanã procurem o bom senso, da próxima vez. Isso de o FFC bater o pé, de cumprir o contrato e tals, excedeu os ânimos. E um contrato em que o Fluminense tem uma dívida alta com o consórcio. Então como exigir cumprimento de contrato se existe inadimplência no mesmo ? Mas na bola e no setor Sul, ganhamos. Parabéns Valentim, pelo bom trabalho até aqui